“Eu tô cansada, de ser usada, deixada, magoada, cansada de ter o coração quebrado, acredite eu já fui mais sentimental, já demostrei o que sinto, já amei demais, mais já sofri também… Hoje? Eu sou a pessoa que construíram, isso construíram, magoaram, quebraram, deixaram em cacos, e me fizeram ser o que sou hoje, amarga, fria, na maioria das vezes ignorante, mais foram as pessoas, sim as pessoas, fizeram ser o que sou hoje.”
— Leny Fernandes (via magoados)
“Eu percebi que era bom olhar o céu nublado de uma chuva que estava por vim, as folhas das árvores caindo e voando sobre o céu, e então começou a chover uma chuva forte… Enquanto eu ouvia o barulho da chuva, vagas lembranças assombravam minha mente, observar a chuva era deixar várias lembranças percorrerem você sem se importar, era incrível ver a chuva caindo e indo embora, era como estar em paz com o coração, era como estar sozinha no meio de tanta gente, era se perder em meio as gotas da chuva, era se sentir segura.”
Leny Fernandes. (via magoados)
“Antes de desapontar alguém, lembre-se de que somos pessoas, não lápis.”
Eu me chamo Antônio.  (via promisse)
“Realmente, saudade não mata. Mas também não me fortalece. Me entristece, me fere, me dói. Dor aguda, dor profunda, dor que causa traumas, lesões. Dor que me paralisa no passado, dor que me leva ao um futuro, inexistente.”
Jô Costa.  (via pronuncio)
“As vezes, só as vezes, a gente dá a sorte de esbarrar com alguém legal.”
Querido John.   (via orquestre)